11 fevereiro 2015

Avalanches




Reacção perante uma avalanche

Se formos surpreendidos por uma avalanche:

. Deve-se alertar todo o grupo, para que todos estejam atentos à evolução da avalanche e tentem colocar-se a salvo.





. Tentaremos escapar à avalanche, descendo em diagonal pela lateral mais próxima.





. Se não conseguirmos escapar à avalanche, tentaremos tirar os esquis, a mochila (apenas se for volumosa), e os bastões.





. Devemos proteger as vias respiratórias.

. Lutaremos com todas as energias, fazendo movimentos de natação para nos tentarmos manter na superfície da avalanche.





. Tentaremos agarrar-nos a árvores ou rochas, se existirem no local.





. Se a avalanche se começar a deter e já nos encontramos sepultados, devemos colocar os  braços em frente da nossa cara e do peito criando assim um buraco de ar para respirar e assim aumentarem as possibilidades de sobrevivência. Igualmente, se pudermos devemos adoptar uma posição encolhida, para evitar a perda de calor pela maior exposição de superfície corporal à neve e para que a compressão não nos impeça de respirar.





. Uma vez que a avalanche se deteve, o mais provável é que não nos consigamos mover, mas vale a pena tentar, podemos estar desorientado, para saber a nossa posição aproximada, por isso, podemos deixar sair alguma saliva e inclusivé urinar-nos para conseguir uma referência de onde está a superfície. Saber onde fica a superfície talvez não sirva de nada, mas pode ser um pequeno conforto psíquico, além de que faremos uma tentativa para sair ou tirar um pé ou uma mão para a superfície.





. Confirmada a nossa impotência para sair, devemos de tentar manter a calma e relaxar para conservar energia e oxigénio. Apenas se deve gritar se ouvirmos os nossos companheiros perto, uma vez que a neve isola muito o som.





. Para facilitar a busca, se formos testemunhas de alguém que foi aprisionado pela avalanche, deve-se observar com atenção e recordar com exactidão o último ponto onde se viu a vítima e seguir a sua trajectória imaginária, pois esta pode voltar a reaparecer.





Tudo isto é muito fácil de dizer, e evidentemente não se pode praticar, portanto a prevenção é a melhor defesa, e se mesmo assim formos surpreendidos por uma avalanche... bem, boa sorte.





E assim concluimos este tema que esperamos tenha sido do vosso agrado.





Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários