28 fevereiro 2012

Finalmente é dado destaque às Ultra Trails

Finalmente é dado o merecido destaque a uma modalidade bastante fluente em portugal e na qual temos grandes atletas. É uma modalidade que passava pelo anonimato em portugal, tendo grande implantação no estrangeiro, sendo apenas conhecida no meio dos seus participantes e pouco mais, pois não implica destaque para os mass media nacionais, obrigando os nossos atletas a competir quase sempre com todas as despesas ao seu encargo, tornando uma modalidade em que se corre por verdadeiro amor à camisola. Felizmente, parece que esse conceito começa a sofrer algumas alterações, e a prova disso é a notícia que foi hoje, dia 28.02.2012, publicada no jornal de tiragem nacional "Correio da Manhã", dando destaque a esta modalidade e ao grande atleta Carlos Sá. Mas afinal o que é o ultra Trail? Ultra Trail é uma prova realizada entre trilhos, montanhas e matas, uma corrida junto da natureza com obstáculos naturais.O seu grau de dificuldade é enorme pois aliado aos meios naturais que para o ser humano são adversos, junta-se a grande distância que os atletas devem percorrer. Desde já o CMB agradece ao Carlos Sá o grande esforço que tem efectuado para tornar conhecida esta modalidade e deixa desde já os votos de muita sorte para a próxima prova que efectuará brevemente no deserto do Sahara em Abril próximo.

Vamos todos continuar a insistir, para que esta modalidade floresça.Parabens Carlos e boa sorte.

CMB - Carnaval em Gredos (4ª e última parte)

Com esta 4ª parte, chega ao final o registo desta actividade do CMB em Gredos. Não podemos deixar de agradecer a todos, os bons momentos que passamos juntos nesta actividade, ficando bem ciente que apenas com o espírito de grupo que imperou nestes dias, foi possível alcançar o nosso objectivo sem incidentes. Todos dependemos uns dos outros em qualquer situação, todos nos apoiamos uns nos outros para nos motivarmos, todos juntos fazemos o grupo, todos juntos fazemos o CMB. Parabéns ao CMB por mais uma conquista, não apenas do cume do Almanzor, mas também pelos laços de amizade que unem todos e pelas lições de vida que permite que tomemos consciencia que a Montanha nos proporciona e surpreende em cada actividade que realizamos. Disfrutem, pois é com prazer que partilhamos estes momentos e estas lições de vida com todos.

video

27 fevereiro 2012

3ª Parte da actividade do CMB - Carnaval em Gredos (O Assalto ao Cume)

O Assalto ao cume do Almanzor efectuou-se no dia 19.02.2012, cujo objectivo foi alcançado por todos os 15 elementos do CMB que compunham este magnífico grupo. Todos estes elementos e o CMB estão de parabéns pelo facto de conseguirem levar a cabo um dos seus principais objectivos desta actividade, com grande esforço e entrega de todos, superando todas as dificuldades e vencendo o cansaço que teimosamente se tentava apoderar de todos, nunca descourando o factor segurança.Foi provado in loco, que quando queremos conseguimos. Disfrutem do registo fotográfico desta aventura, que nos apraz partilhar com todos.
video

26 fevereiro 2012

2ª parte da actividade do CMB - Carnaval em Gredos

Aqui está a 2ª parte da actividade do CMB - Carnaval em Gredos. Estas fotos relatam exclusivamente o final do dia 18.02.2012, o qual foi exclusivamente dedicado a treinos, especialmente no que concerne ao uso de crampons e piolet, treinos fundamentais para tornar a ascensão ao cume do Almanzor mais segura. Disfrutem.
video

1ª Parte da actividade do CMB - Carnaval em Gredos

Após efectuarmos a recolha das fotos da actividade do CMB - Carnaval em Gredos, deparamos com uma quantidade enorme de fotos. Por esse motivo, optamos por fazer uma selecção das melhores fotos e fazer a apresentação por partes. Assim sendo, publicamos de momento a 1ª parte, que se refere ao início da actividade, desde a Plataforma de Gredos, passando pelo miradouro de los Barrerones e culminando com a montagem do acampamento base junto ao Refúgio de Elola. Contamos desta forma levar a público a forma como decorreu mais esta actividade do CMB coroada de êxito. Disfrutem das imagens, assim como nós disfrutamos do local.
video

23 fevereiro 2012

É já no próximo dia 25 de Fevereiro a caminhada mensal do CMB


De acordo com o plano de actividades do Clube de Montanhismo de Braga, é já no próximo dia 25 de Fevereiro que se realiza a caminhada mensal do último Sábado de cada mês, promovida pelo CMB.
Como de costume, a partida será às 8:30h do mesmo dia junto à entrada da antiga Bracalândia e o regresso será no final do dia. Aparece e prepara-te para um dia diferente de paz interior e diversão.

21 fevereiro 2012

Gredos - Objectivo alcançado


(Foto do grupo já na base do Almanzor, durante a descida. não foi possível tirar a foto de grupo no cume, pelo facto de apenas caberem 3 a 4 pessoas no cume do mesmo)

A actividade do CMB em Gredos foi coroada de êxito. Aliado às baixas temperaturas que se faziam sentir, a meteorologia esteve do nosso lado, presenteando-nos com uns dias de sol e ausência de vento, o que permitiu que todos os elementos que participaram nesta actividade, conseguissem alcançar o tão desejado cume do Almanzor. Todos os elementos estão de parabéns, pois conseguiram alcançar o topo do Almanzor com os seus imponentes 2592 metros de altitude.

16 fevereiro 2012

Estamos em contagem decrescente para ir para Gredos

Amanhã dia 17.02.2012 pelas 22:00h tem início a actividade de Gredos, promovida pelo CMB.
Concerteza nos esperam momentos duros tanto pela viagem até Gredos, como pela caminhada na montanha, tanto pelo equipamento que teremos que carregar, aliando as baixas temperaturas que se fazem sentir no local.


A actividade terá uma duração de 3 dias e todos estão já a postos e ansiosos para partir.
Segundo as últimas informações, o refúgio tem a água congelada nos canos, o que implica que teremos que levar toda a água possível, pois no refúgio não haverá água potável. O acampamento será efectuado junto do refúgio de Elola.
O Sábado será um dia para treinos e adaptação ao equipamento e à montanha, sendo o Domingo em princípio, o dia que tentaremos subir ao cume do Almanzor se as condições meteorológicas e de segurança o permitirem.
Segundo as últimas previsões meteorológicas, as temperaturas serão negativas, mas não demasiado, e ainda teremos o Sol radiante a ajudar-nos. Pensamos que a grande dificuldade que iremos encontrar, será o gelo.


Concerteza será mais uma actividade do CMB coroada de êxito.
Desde já, o CMB deseja aos participantes desta actividade, boa sorte e que tudo corra pelo melhor.


Participantes: Paulo Costa, Amadeu Barros, João Rodrigues (Joca), Osvaldo Oliveira, Narciso Marques, Victor Veloso, Maria Carronda (Dórita), Paula Fernandes, Manuel Martins, Ondina Pereira (Dina), Claudio Ribeiro, Paulo Indio, Fátima Pinto, Benjamim Ribeiro, João Costa.

A todos os votos de uma optima actividade.

Até ao nosso regresso.

14 fevereiro 2012

É já no próximo dia 17 que nos deslocamos para Gredos

Aproxima-se rapidamente a data da nossa partida para a Serra de Gredos, com o objectivo de conquistar o cume do Almanzor situado a 2.592 metros de altitude.


Em condições normais, o Pico Almanzor não é muito perigoso, é dificil físicamente devido ao desnível que apresenta, no entanto no inverno já é tecnicamente difícil de alcançar devido às grandes quantidades de neve acomuladas e formação de gelo. Como somos um grupo organizado e consciente, concerteza saberemos avaliar os riscos de forma a regressarmos todos de saúde e satisfeitos com mais uma actividade do CMB coroada de sucesso.
A actividade terá uma duração de 3 dias
O ponto de partida antes de entrar na serra será na Plataforma de Gredos
A plataforma situa-se nos 1.700 metros de altitude
A dificuldade será Média-Alta, dependendo da meteorologia

Como foi dito o que está planeado será deixar as viaturas na Plataforma de Gredos, que é um parque de estacionamento situado na entrada da Serra de Gredos.Tomaremos um caminho empedrado seguindo a mesma direcção que trazia a estrada. Este caminho começa logo a subir e passados poucos minutos encontraremos uma bifurcação em que tomaremos o caminho da direita que continuará a subir. Como ponto de referência, ficará à nossa esquerda um pluviómetro bastante grande.
O caminho continuará até ao Prado de Pozas e pouco tempo depois veremos à nossa direita um refúgio (Reguero Llano). Seguiremos em frente e passado pouco tempo passaremos uma ponte que cruza o rio Pozas.
Passado pouco tempo, o caminho recomeça a subir e iniciamos a subida para Los Barrerones situado a 2.200 metros de altitude. Esta será a última súbida que encontraremos até chegar ao Refúgio Elola.
Até chegarmos a este ponto onde existe um miradouro, terá passado cerca de uma hora ou mais e agora só nos resta descer em direcção ao Circo de Gredos.
Após chegarmos à parte mais baixa, deparamos com a Laguna Grande, a qual será necessário contornar pela esquerda. Será muito provável que encontremos a lagoa congelada e nesse caso poderemos caminhar por cima, esquecendo totalmente que estamos a caminhar por cima de um lago gelado.
Após atravessar a Laguna, chegaremos ao refúgio de Elola. Até aqui teremos caminhado cerca de 2:30h a 3:00h.
Neste local, junto ao refúgio montaremos o acampamento base.

Deste local poderemos admirar mesmo em frente, a vertente que sobe até à Portilla Vermeja, a Sul. Quando iniciarmos o ataque ao cume, subiremos pela parte direita, passando uma zona plana que rapidamente começa a subir. Um bom pedaço mais à frente, após um troço bem enpinado, chegaremos à confluência de duas vertentes, a Portilla Bermeja em frente e a Portilla del Crampon à direita. Tomaremos esta última, a qual tem uma vertente muito inclinada e que nos levará até poucos metros por debaixo do cume.

Conforme vamos subindo a pendente, vai-se tornando cada vez mais inclinada e ficando mais estreita. No final da subida aparece um passo bastante difícil pois costuma ganhar muito gelo e tem uma inclinação muito acentuada. Depois desta passagem estreita, passamos para a cara Sul-Oeste do Almanzor. Neste ponto seguimos para a nossa direita na direcção Oeste, e poucos metros mais à frente, voltamos a tomar a nossa direita e subir em direcção ao Norte.
Estes últimos metros são os mais complicados, pois costuma formar-se bastante gelo e está muito inclinada. Convém dizer que não podem existir erros nesta parte do percurso, pois uma queda seria enorme e com resultados catastróficos.
No final destes últimos metros, mesmo debaixo do cume, existe uma anilha metida no rocha para permitir fazer um rappel e passar este bocado. Mais que recomendável se existir muito gelo. Desde o refúgio até ao cume terão decorrido umas 3:30h a 4h. A descida será cautelosa e fazendo o mesmo caminho de regresso.


Este será o nosso projecto inicial e que esperamos conseguir realizar, no entanto se as condições meteorológicas e/ou de segurança não o permitirem, concerteza não faltarão alternativas neste Circo de Gredos.Qualquer um pode ter um acidente, mas devemos evitar provocá-lo.

Segundo as actuais previsões meteorológicas, o bom tempo está do nosso lado, tirando as temperaturas negativas que nos acompanharão todos os dias. No entanto e como a montanha é sempre imprevisível, será conveniente irmos preparados para o pior, no que diz respeito ao equipamento, roupa e comida.
Segundo as ultimas informações desde o Refúgio de Elola, a Plataforma está limpa, pelo que em principio poderemos deixar lá as viaturas, existindo neve e gelo a partir da plataforma para a frente. A neve encontra-se dura aos 2.000 metros de altitude, existindo no entanto 5 a 20 cm de neve em forma de pó que se levanta com o vento. O Almanzor está escalável pelo lado Norte e pelo sector Gargantón.
De seguida mostramos um esquema com as várias vias para chegar ao cume do Almanzor.



Concerteza, será mais uma actividade do CMB coroada de êxito.

13 fevereiro 2012

O Nevoeiro na Montanha

O nevoeiro é um fenómeno muito comum na montanha, principalmente nos dias carregados de nuvens posteriores a outros dias em que ocorreram chuvas e/ou nevões.


Da mesma forma que a chuva, o nevoeiro também produz uma baixa de temperatura e aumento de humidade, pelo que convém ir sempre para a montanha, preparados com roupas adequadas para o enfrentar. O nevoeiro é logicamente um perigo para aquelas pessoas que não levam o equipamento adequado para a montanha, mas o maior perigo é a perda do campo de visão, podendo provocar desorientação e outros perigos adjacentes a esta.


Aventurar-se por zonas desconhecidas com nevoeiro, é uma aventura que dificilmente terminará bem.
O nevoeiro não é mais nem menos do que uma suspensão de minúsculas gotas de água ou cristais de gelo numa camada próxima da superfície da terra.


Diferença entre Neblina e Nevoeiro

A única diferença entre nevoeiro e neblina é a visibilidade. O fenómeno é chamado de neblina se a visibilidade for superior a um quilómetro, e nevoeiro se a visibilidade for inferior a um quilómetro.



As camadas de ar mais baixas e em contacto com o solo, podem regularmente originar neblinas, quando se concentram partículas secas, invisíveis ao olho humano, mas suficientemente numerosas para dar ao ar uma aparência opaca (entre branco e azulado).
As camadas baixas podem também saturar-se por esfriamento no contacto com o solo e formar uma acumulação de minúsculas gotas de água, denominada bruma, quando causa uma moderada redução da visibilidade, sempre superior a 1 km e com uma humidade relativa igual ou superior a 70%. Em situações de bom tempo, as brumas matinais, desaparecem à medida que a acção solar começa a instaurar o regime de brisas.
Quando a bruma se torna mais densa, falamos de nevoeiro. Com o nevoeiro, a visibilidade reduz até menos de 1 km e classifica-se de espessa, quando esta é inferior a 200 m.
O nevoeiro espesso, constitui um dos nossos maiores problemas em montanha, devido à desorientação que produz, inclusive em locais que conhecemos como a palma das mãos.


Os bancos de nevoeiro são causados por condições locais, sobre áreas bem concretas de algumas centenas de metros de comprimento. São particularmente persistentes sobre lagos, rios e mares, todos eles fontes de humidade, mas a situação típica em Montanha surgirá nas noites de irradiação, claras e estreladas, que recebem todo o calor acumulado pela terra durante o dia.

Como proceder perante o nevoeiro

Para situações de má visibilidade, à noite ou com nevoeiro, convém conhecer a medida dos nossos passos em diferentes situações. Para isso podemos percorrer uma distância facilmente calculável em linha recta e determinar desta forma quantos passos damos para a percorrer . Assim, dividindo, obtemos o que mede a nossa passada. Estas medições serão muito úteis. Também devemos efectuar o cálculo para trajectos encosta acima e encosta abaixo.
Outra opção é contar também com o tempo que demoramos a percorrer essa distância, o que nos permitirá realizar o cálculo de forma mais cómoda do que ir contando os nossos passos. Uma vez que ambos os métodos podem apresentar variações e uma ampla margem de erro, contar com os dois simultaneamente permite-nos obter um resultado mais preciso.


Se formos apanhados pelo nevoeiro cerrado, todos os dados anteriores serão valiosos aliados, mas mais ainda será o nosso senso comum que prevalece. Ainda que não sejamos capazes de reconhecer nenhum acidente geográfico à nossa volta, com a ajuda de uma bússola teremos sempre à nossa disposição a localização dos pontos cardeais.
Mas como dizíamos, o nosso senso comum é um companheiro valiosíssimo que nos dirá quando devemos parar e se é necessário passar a noite num local, esperando que melhorem as condições. Esta decisão não tem que ser igual para todos, o nosso conhecimento e experiência permitirão determina-lo.
O nevoeiro é um dos piores inimigos que pode encontrar um montanheiro, pois podemos começar uma actividade com o melhor tempo do mundo e de repente pode cair um nevoeiro que nos irá desorientar totalmente.


Se a obscuridade da noite reduz as nossas possibilidades e aumentam as dificuldades, com o nevoeiro aumentam em proporção e não podemos permitir nenhuma falha. Deparando-nos com a mínima duvida, o melhor, se for possível, será parar e esperar, agasalhando-nos e protegendo-nos convenientemente dentro do possível.


Além do risco de nos perdermos, o nevoeiro pode produzir enjoo e desiquilíbrio, quando perdermos os pontos de referência. Se estivermos a esquiar, devemos fazê-lo lentamente, fixando o nosso olhar nos esquis do companheiro da frente, ou em pedras, arbustos ou qualquer ponto de referência, se estivermos a caminhar podemos fixar o nosso olhar na mochila do companheiro da frente, etc. A melhor forma de nos orientarmos em caso de nevoeiro é com GPS, mapa, Bússola e/ou altímetro. Um método muito eficaz será utilizar o GPS, mas o grande inconveniente deste é a duração das suas baterias, pelo que é conveniente sabermos utilizar uma bússola, a qual nunca teremos esse problema e funcionará em qualquer circunstância desde que estejamos afastados de fontes magnéticas.


Em caso de desorientação, o melhor é descer ao fundo de um vale que nos permita perder altitude e portanto sair do banco de nevoeiro e seguir rio abaixo, até chegar a uma povoação.

Algumas normas básicas de actuação em caso de depararmos com nevoeiro

. O melhor será, termos conhecimentos básicos de meteorologia que permita detectar quando se irá formar o nevoeiro e tentar evitar o mesmo.

. A primeira coisa a fazer, será abortar a actividade e iniciar o regresso, pois o ano tem muitos dias e a montanha não se vai deslocar do local em que está. O ideal será regressar antes de estarmos envoltos pelo nevoeiro.

. Deslocar-nos para locais com o trilho bem marcado, para que no caso de sermos apanhados pelo nevoeiro, seja fácil seguir o trilho.

. Se o nevoeiro for muito intenso, não devemos prosseguir a marcha, o aconselhado é parar, de forma a evitar ter acidentes, pois podemos encontrar terrenos acidentados.

. Fugir de zonas sem referências (bosques, grandes campos, etc).

. Se o nevoeiro não se desvanecer, será melhor parar e passar uma noite com intempérie, do que ter um acidente.

Nunca devemos esquecer que o nevoeiro denso é um dos piores inimigos do montanheiro. O ditado já é antigo e felizmente não passa de moda “nevoeiro na montanha, montanheiro na cabana.”



Tenham cuidado, e, boas caminhadas.

11 fevereiro 2012

Resumo da prestação dos nossos Atletas no Campeonato Europeu de Ski Alpinismo

Conforme já tivemos oportunidade de informar, terminou a prestação Portuguesa no Campeonato Europeu de Ski Alpinismo, com um saldo muito positivo por parte da nossa Selecção. O Zé Nuno, integrou a equipa da nossa Selecção e no final da última prova teve a preocupação de nos escrever. Aproveitamos para transcrever as suas palavras, de forma a termos uma ideia da dureza das provas, contadas na primeira pessoa:



“Terminaram hoje as provas do Campeonato da Europa de Ski-Alpinismo.Penso que a par da excelente prestação do Nuno Caetano em todas as provas (Invidual Race (37º lugar), Kilometro Vertical (24º lugar nos seniores e na prova de estafetas onde tentou colmatar os tempos mais humildes da restante equipa), as prestações dos restantes atletas foram bastante satisfatórias dado o elevado nível dos participantes,da dificuldade técnica de todas as provas e da pouca ou nula experiência competitiva dos três atletas ( Henrique, Gonçalo e eu).
Quanto à minha prestação, depois do desaire na prova individual, tudo correu como previsto. O kilómetro vertical foi bastante intenso e técnico pois o percurso obrigava os atletas a fazerem travessias quase perpêndiculares face as pendentes do percurso. Os que andam na montanha sabem o quer dizer subir um ângulo de 35 a 40 graus, agora ponham os skis nos pés e subam . A prova de estafetas correu bem,já sabiamos que a concorrência era muito forte e decidimos imprimir um ritmo estável ao longo de toda a prova. Esta foi muito rápida,tecnicamente exigente (tanto nas subidas como nas descidas) e com bastantes conversões ( mudanças de direcção ao longo das subidas - uma espécie de diagonais).
Fica desta experiencia, que muito trabalho há a fazer, mas cada coisa a seu tempo.
Para já fica a consolação de ser a primeira vez que Portugal pontua num Campeonato da Europa.”

Zé Nuno

Estamos orgulhosos desta nossa Selecção que nos honrou com toda a dignidade.

De seguida apresentamos os resultados oficiais das provas em que participaram os nossos atletas:

Single Race (08.02.2012)





Vertical Race (09.02.2012)






Relay Race (10.02.2012)



Parabéns aos nossos atletas e em nome do CMB em particular ao Zé Nuno

10 fevereiro 2012

Terminou em grande, a prestação da Selecção Portuguesa no Campeonato Europeu de Ski Alpinismo



Mais uma vez o CMB (Clube de Montanhismo de Braga) foi levado e reconhecido dignamente além fronteiras, desta vez representado pelo Zé Nuno, no Campeonato Europeu de Ski Alpinismo, em que integrou a selecção Portuguesa.



Nesta dura prova desportiva, Portugal Arrecadou o 13º lugar, entre 16 equipas na prova de Estafetas. Com esta magnífica classificação, Portugal conseguiu pontuar para o Ranking Europeu. Podemos dizer orgulhosamente que terminamos a competição em grande, não esquecendo que o Zé Nuno contribuiu para tal.



Parabéns à nossa Selecção e em particular ao Zé Nuno, que nos orgulha com a sua prestação nesta prova de grande sacrifício, nunca vacilando e fazendo-nos acreditar que quando queremos, conseguimos.

Portugal e o CMB no Campeonato Europeu de Ski Alpinismo

video

08 fevereiro 2012

Prestação portuguesa na 1ª prova do Campeonato Europeu de Ski Alpinismo

Hoje dia 08 de Fevereiro de 2012 foi efectuada a 1ª prova da nossa selecção no Campeonato Europeu de Ski Alpinismo.


A prova de hoje não correu da forma que todos desejavam motivado por problemas técnicos com o material por parte de dois dos nossos atletas.

Nuno Caetano finalizou a prova em 47º lugar da classificativa, com um tempo de 1h:33m:09s

Henrique Claro finlizou a prova em 53º lugar da classificativa, com um tempo de 2h:22m:41,1s

José Ferreira (o nosso representante Zé Nuno) e Gonçalo Silva foram forçados a desistir na prova realizada hoje pelo facto de terem problemas com as peles de foca acopladas nos skis. Pelos vistou, entrou água e as mesmas não tinham aderência à neve. Como estavam a competir fora de pista, em neve muito fofa, não foi fácil fazer a ascenção, obrigando estes atletas a desistir, quando estavam a fazer uma optima prova.





Amanhã, dia 09.02.2012 e depois de amanhã, dia 10.02.2012, as provas já se realizam em pista e concerteza irão correr melhor para estes atletas e para a nossa selecção.
Amanhã (09.02.2012) realiza-se a prova Vertical Race e felizmente o Ãnimo dos nossos atletas está bem elevado e positivo, o que nos alegra, pois deste lado também damos o nosso apoio incondicional à nossa selecção, torcendo por eles e tentando ir acompanhando a prova.


Resta-nos desejar boa sorte para as provas que se avizinham, pois fisicamente os nossos atletas estão no seu auge e com imensa vontade de participar e fazer uma óptima prestação, do que não duvidamos.


O Zé Nuno não se esqueceu de nós, enviando-nos fotos onde segura orgulhosamente a bandeira do nosso clube, e lógicamente nós também não nos esquecemos dele, dando-lhe toda a força e acreditando nas suas excepcionais capacidades atléticas.

Força Zé Nuno, Força Portugal

07 fevereiro 2012

Dia 08 Fev.2012 tem início a 1ª participação da equipa Portuguesa no Campeonato Europeu de Ski/Alpinismo

Este ano é a primeira vez que Portugal está representado no Campeonato
Europeu de Esqui Alpinismo, que começou no passado dia 4 e decorrerá até
dia 10 de Fevereiro, em Pelvoux - França.

Gonçalo Silva (Madeira), Henrique Claro (Lisboa), José Ferreira (Braga) e Nuno Caetano (Madeira) constituem aquela que será a primeira Selecção Nacional Portuguesa de Esqui Alpinismo.



Nuno Caetano é o mais experiente nesta modalidade, tendo já, por dois anos consecutivos, participado na conceituada prova de Pierra Menta. Chegou até a ficar entre os 50 primeiros.
Em 2010, esteve também na Patrouille des Glaciers, na Suiça, na qual participará também em Abril deste ano.
No ano passado, Nuno Caetano representou Portugal como atleta individual numa Prova da Taça do Mundo realizada em França.

Henrique Claro estreia-se nas competições. Há sete anos mudou-se de Lisboa para Chamonix, pois era o destino ideal para aprofundar os seus conhecimentos de escalada e alpinismo. Desde então é um esquiador assíduo no Inverno e no Verão é um apaixonado pelo BTT cross-country.

José Ferreira (Zé Nuno) veio propositadamente de Braga para participar no Campeonato Europeu. Chegou a Chamonix uma semana antes do Campeonato, para se juntar aos seus colegas, e treinar junto destes.
José Ferreira é triatleta e já terminou a mítica e dura prova Iron Man. É um excelente atleta, mas tal como Henrique Claro estreia-se nas Competições de Esqui Alpinismo.

O 'trailer' Gonçalo Silva é o quarto elemento desta equipa. Gonçalo tem participado em inúmeras provas de 'Trail running' (ultra-distâncias em montanha), tendo terminado o Ultra Trail Mont Blanc ( por duas vezes) e o Tor de Geant, em Itália.
Desde 2008, data em que se mudou para Chamonix, tem vindo a participar em provas de esqui alpinismo.

Esta Selecção vai competir nas provas Individual Sénior,



Vertical Race (individual)



e Estafeta (em equipa).



A primeira prova será a Individual Sénior na quarta-feira, dia 8, uma prova técnica que levará os atletas a subir 1450 metros e a descer um total de 1850m.
A Vertical Race consiste numa subida de 1010m, começando aos 1250m de
altitude e terminando aos 2260m.
A última prova no dia 10 de Fevereiro, é a Estafeta. Cada elemento fará uma volta ao circuito, semelhante à prova do primeiro dia, mas com apenas 120 m de desnível.
Estas provas exigem equipamento técnico: as 'peles de foca' para as subidas; o arnês, os crampons e o kit ferrata para segurança nas passagens mais técnicas; e o material de sobrevivência em caso de avalanche, a pá, a sonda e o emissor ARVA.

Os atletas Gonçalo, Henrique e José Nuno estão conscientes de que não estão ao nível dos restantes atletas deste Campeonato, no entanto este factor não os tem desmotivado nos treinos, muito pelo contrário.
Já com outra ambição está Nuno Caetano, que tem trabalhado arduamente nos últimos treinos de forma a aperfeiçoar aspectos mais técnicos, e tem sido o elemento impulsionador e dinamizador desta equipa.

Esta Selecção conta com o apoio da Federação Portuguesa de Campismo e
Montanhismo de Portugal.

Normas de Segurança em Montanha



Se vais à montanha leva em conta as seguintes informações:



. Não vás sózinho para a montanha. O número mínimo ideal são 3 pessoas.

. Planifica o itinerário de acordo com as condições que apresenta a montanha (neve, gelo...) e levando em conta as tuas condições físicas e técnicas.

. Consulta os serviços meteorológicos. Segundo as informações obtidas, adapta o teu itinerário ou aborta-o se for necessário.

. Informa pelo menos uma pessoa, do teu itinerário previsto e do horário aproximado de regresso.

. Não tenhas pressa quando estejas na montanha. Redobra as precauções durante a descida. Recorda que o importante é regressar.

. Procura ter uma adequada preparação física e técnica, dependendo da actividade.

. Aprende a utilizar, em caso de necessidade, a bossula e o mapa.

. Utiliza uma roupa adequada ao meio ambiente: que proteja do frio, do sol, da chuva e do vento.

. Come em pausas regulares, alimentos energéticos e ligeiros durante o esforço. Bebe bastante água. Não bebas álcool nem ingiras outras drogas.

. Aprende primeiros socorros básicos e transporta sempre uma pequena farmácia na mochila.

. Toma conhecimento das normas existentes para o alarme e o socorro em caso de acidente. Leva sempre na mochila uma lista dos números de telefone dos grupos de salvamento e um mínimo de material de socorro.

Em caso de necessidade, informações a transmitir aos grupos de resgate e socorro:




Em caso de acidente: Descrição do acidente; número de feridos, lesões e gravidade; quando e onde ocorreu; coordenadas GPS ou referência do local; condições meteorológicas; local de onde se dá o alerta.

Em caso de desaparecidos: Nome; itinerário previsto; experiência em montanha; material e vestuário que levava.





Seguindo estas normas, concerteza tornarás a tua actividade mais segura e facilitarás a missão das equipas de busca e salvamento, em caso de necessidade.

Segue estas normas e tem Boas caminhadas

05 fevereiro 2012

Notícias da prestação Portuguesa no Campeonato Europeu de Ski/Alpinismo

Segundo as últimas notícias chegadas do Campeonato Europeu de Ski/Alpinismo, e depois de efectuada uma reunião entre os atletas da delegação portuguesa, foi decidido que as participações dos nossos atletas, serão apenas nos dias 8,9 e 10 de Fevereiro. Devido a constrangimentos financeiros, que como devem imaginar são mais que muitos, pois os nossos atletas têm que para já, arcar com todas as despesas, não será portanto possível estarem presentes na cerimonia de abertura, que se realizará no sábado. Só para se ter uma ideia dos gastos sao: 280 euros de inscricão, 150 euros de alojamento no local da prova,150 euros do fato para a prova, sem falar nas despesas da viagem ate lá. O facto de irem para Pelvoux no dia 4 obrigaria a estar 7 dias lá, com os custos inerentes que isso implicaria.

No entanto os nossos atletas estão crentes que nada disto os irà parar, segundo nos comunicou o nosso atleta e amigo Zé Nuno



Ate dia 7, o Zé Nuno está a estagiar nas encostas do vale de Chamonix. Partindo
para Pelvoux nesse dia.

Vamos aguardando por novidades

03 fevereiro 2012

Últimas notícias do Campeonato da Europa de Ski/Alpinismo e do Zé Nuno

Para os que não tiveram oportunidade de ver, hoje foi destacado no Jornal "O Diário do Minho" a participação do nosso amigo Zé Nuno e do CMB no Campeonato Europeu de Ski/Alpinismo.
Segundo as últimas informações do nosso amigo Zé Nuno, Hoje dia 03.02.2012, encontra-se em Chamonix a fazer um estágio até aos dias de competição, que se realizarão de 07.02.2012 a 10.02.2012.
A abertura dos campeonatos será no dia 04.02.2012 e decorrerão as provas júniores até ao dia 07.02.2012.
Ainda hoje, o Zé Nuno irá fazer um treino, onde em princípio será decidida a sua participação na prova individual.
Mantenham-se atentos, pois estamos em contacto diário com o Zé Nuno e tentaremos manter toda a informação da prova aqui no nosso Blog. O nosso apoio ao nosso atleta e amigo é incondicional, que muito nos orgulha como amigos e como clube com a sua prestação nesta dura prova.

Finalmente, as fotos da 1ª Caminhada do CMB do ano 2012

video
Pois é, parece que já se passou à uma eternidade, mas é mesmo assim, os bons momentos sempre parece que se passaram à imenso tempo, mas não, foi no passado dia 28 de Janeiro de 2012 que o CMB realizou a sua primeira caminhada de 2012 e pensamos que a opinião é unânime, foi um óptimo dia em boa companhia. Não esqueçam, nem desesperem, pois muitos mais dias maravilhosos se avizinham, basta olhar para o nosso programa de actividades e ver as datas que nos são mais convenientes para disfrutarem de um momento diferente em perfeita harmonia com a natureza. Nós e a natureza com toda a sua pujança, que mais poderemos desejar? Efectuamos uma recolha de fotografias da última caminhada que agora publicamos. Para os que tiveram o prazer de disfrutar deste inesquecível dia, serve para recordar, para os que desperdiçaram ou não tiveram essa oportunidade, estão sempre a tempo de recuperar esses momentos. Para tal basta olhar para o nosso plano de actividades e escolher as datas que sejam convenientes. É garantido em cada caminhada um espectáculo deslumbrante, pois a natureza sempre nos surpreende com espectáculos maravilhosos. Disfrutem...

02 fevereiro 2012

Cartaz do Campeonato europeu de Ski/Alpinismo

Está quase a começar o Campeonato Europeu de Ski/Alpinismo e o CMB está lá representado pelo Zé Nuno

As Equipas já estão em França, prontas para o Campeonato Europeu de Ski/Alpinismo. O CMB (Clube de Montanhismo de Braga) está digna e orgulhosamente representado pelo Zé Nuno, ao qual desejamos desde já boa sorte, nesta dura e técnica prova de competição a nível europeu, onde competirá lado a lado com os melhores atletas da modalidade. Concerteza terá uma prestação valorosa. O simples facto de ser o primeiro bracarense a participar numa prova desta modalidade, já faz dele um campeão para os amigos que o acompanharão e apoiam incondicionalmente. Tentaremos seguir a sua prestação na prova em questão, deixando de antemão e mais abaixo o programa da competição. Por outro lado, e para os que estiverem interessados em seguir a prova podem aceder ao link da prova no seguinte endereço: http://www.ski-ecrins.com/

"Zé Nuno em primeiro plano"

Programa

Sábado 4 fevereiro 2012
. Recepção das delegações (9h-16h salle bonvoisin - Vallouise)
. Reconhecimento do percurso pela equipe sénior
. 16h00 - desfile das equipes nacionais
. 16h30-17h30 - Cerimónia de abertura (em Argentière-la-Bessée)
. 19h - Briefing

Domingo 5 de Fevereiro
. 9h – Provas por equipas (Sénior)
. 18h – Cerimónia do Podium (Vallouise)
. 18h30 - Briefing (Vallouise - Salle Bonvoisin)

2ªfeira 6 Fevereiro
. 9h - Prova de Sprint: qualificações e finais homens e mulheres (Rodas as categorias)
. 18h - Cerimónia do Podium (Vallouise)
. 18h30 - Briefing (Vallouise - Salle Bonvoisin)

3ª feira 7 Fevereiro
. 9h - Competição individual juvenis (Cadetes de 900 m a 1100 m - Juniores de 1170 m a 1430 m)
. 18h - Cerimónia do Podium (Vallouise)
. 18h30 - Briefing (Vallouise - Salle Bonvoisin)

4ª feira 8 Fevereiro
. 9h – Prova individual séniores ( de 1440 m a 1760 m)
. 18h - Cerimónia do Podium (Vallouise)
. 18h30 - Briefing (Vallouise - Salle Bonvoisin)

5ª feira 9 Fevereiro
. 9h – Corrida vertical ( femininos de 745 m a 1000 m - masculinos de 745 m a 1000 m). Todas as categorias
. 18h - Cerimónia do Podium (Vallouise)
. 18h30 - Briefing (Vallouise - Salle Bonvoisin)

6ª feira 10 Fevereiro
. 9h - Relé séniores homens e mulheres, juvenis (de 150 m a 180 m)
. 18h - Cerimónia do Podium (Argentière-la-Bessée - Gymnase du Quartz)
. 18h15 – Cerimónia de encerramento (Argentière-la-Bessée - Gymnase du Quartz)
. 19h – Almoço de encerramento (Argentière-la-Bessée - Gymnase du Quartz)