29 novembro 2013

filme da actividade do CMB a Peña Trevinca







Elaboramos um filme com a recolha das várias fotos e videos captados na actividade do CMB a Peña Trevinca nos passados dias 23 e 24 de Novembro de 2013. Pensamos que desta forma conseguimos traduzir melhor a forma como decorreu a actividade.

video


esperemos que gostem, relembrem e disfrutam,


Boas caminhadas

27 novembro 2013

Realizou-se a tradicional caminhada do CMB a Peña Trevinca



Realizou-se nos passados dias 23 e 24 de Novembro de 2013, a tradicional caminhada do CMB a Peña Trevinca (2.127 metros de altitude). Esta actividade, e como não poderia deixar de ser, foi mais uma vez coroada de êxito, mesmo com os elementos naturais adversos, como o frio, o vento e o desgaste físico.



 O Parque Natural do Lago de Sanábria, criado em 1978, situa-se no extremo noroeste da provincia de Zamora, no limite com a Galiza e Portugal, bem perto do Parque Natural de Montezinho e de Bragança. Engloba uma paisagem que foi moldada pela acção dos glaciares da era quaternária.

Às 7:00h da manhã do dia 23 lá estavam no ponto de encontro todos os participantes equipados e com vontade de avançar para a montanha.



Por volta das 12:00h e com as viaturas estacionadas no parque do Lago dos Peixes, colocamos as mochilas às costas e iniciamos a incursão pela montanha.



O Lago dos Peixes é de origem glaciar, estando situado a 1725 metros de altura.


O terreno encontrava-se nevado com o trilho parcialmente sem neve, mas com muito gelo. Fizemos o trilho normal do lago dos peixes.



Seguimos trilho perfeitamente identificado e a determinado momento, do alto já se avistava a maravilhosa paisagem do Vale Tera. O trilho tinha boas marcações com marcos que permitem seguir o mesmo sem grande margem de erros.



Fizemos uma breve paragem para almoçar junto ao refugio de montanha “Rio Pedro”.



Após um bom descanso e revigor de energias retomamos o caminho, passando uma ponte de madeira que cruza o Rio Tera.



Seguimos o trilho até à base de Peña Trevinca e aí decidimos continuar a subida para o nosso objectivo, o que obrigou a um esforço extenuante devido à verticalidade da subida a qual obrigou a verdadeira escalada perto do cume.



Finalmente alcançamos o cume, quando o Sol já se estava a esconder. Nesse momento o frio e o vento aumentaram de intensidade, o que nos obrigou a descer mais um pouco para montarmos o acampamento.




Após uma noite muito fria e com fortes rajadas de vento (as quais partiram as varetas de uma tenda tombando-a e obrigando os seus utentes a bivacar literalmente.







No dia seguinte levantamos o acampamento e após uma incursão pela neve, fomos descendo para o Vale Tera para tomar o trilho que nos conduzia ao Lago dos Peixes.





Mudamos rapidamente de roupa devido ao frio que se fazia sentir e deslocamo-nos para Braga.


Podemos afirmar que foi mais uma actividade coroada de êxito em todos os sentidos.


 

O CMB agradece a todos os participantes que tornaram realidade esta aventura.



Boas caminhadas...