14 janeiro 2015

Tipos de avalanches




Tipos de avalanches

Embora as avalanches possam ser de diversos tipos segundo as suas características, para simplificar, podem-se agrupar em três tipos:

. Avalanches de neve recente
. Avalanche de placa
. Avalanche de neve húmida ou de fusão






Avalanche de neve recente

É de neve fria, seca e leve, produz-se normalmente durante ou pouco depois dos grandes nevões com ambiente frio (menos de -5ºC). Desloca-se a grande velocidade e possui um enorme poder destrutivo.








Avalanche de placa

Este tipo de avalanche é a causadora da maioria dos acidentes. Costuma-se apresentar em vertentes abertas e convexas. Acontece quando um estrato de neve com determinada coesão interna se desprende e desliza sobre as camadas inferiores ao não ter boa ligação com estas. Estas placas duras, sem coesão com as camadas inferiores, podem-se desprender a qualquer momento, ao romper-se o débil equilíbrio existente por sobrecarga, como um novo nevão, ou na maioria das ocasiões pela passagem de caminheiros ou esquiadores.
Costumam apresentar uma saída linear bem definida, ainda que a neve se desagregue no decorrer do percurso da avalanche, apresentando uma acumulação amorfa.
No caso das placas de vento, formam-se pelo efeito deste sobre as ladeiras a sotavento, onde o vento arrasta a neve, pulveriza-a e a compacta formando camadas rígidas de forma lenticular (de cor branco mate). A zona de acumulação após a avalanche caracteriza-se por montes de blocos angulares ou pedaços de placa. As cornijas formadas pelo vento nas arestas são um indicativo da existência destas placas.








Avalanche de neve húmida ou de fusão

Origina-se ao humedecerem as camadas superficiais motivadas pelo efeito de altas temperaturas ou chuva, e perdem a coesão com as camadas inferiores. É mais frequente nas vertentes Sul e típicas da Primavera, ainda que possam ocorrer no Inverno. A sua velocidade é lenta e a neve, devido à sua grande densidade, tem um grande poder destrutivo e compacta-se imediatamente ao deter-se. Deixa um significativo rasto de blocos arredondados.
Um caso particular deste tipo de avalanches é a avalanche de fundo, das mesmas característica, mas neste caso, desliza todo o manto ao perder a aderência com o solo.








Outros tipos de avalanche:

Avalanche de cornija

As vertentes formam no alto das aristas umas grandes abas de neve que crescem em direcção do vento, por vezes até vários metros. Estas formações de neve podem colapsar sobre a ladeira de sotavento por diversas causas, uma delas pode ser a passagem de caminheiros.
Para evitar ser arrastado quando se caminha sobre arestas, deve-se caminhar bem afastados da linha do cume, pois a linha de uma possível fractura pode encontrar-se muito mais abaixo do que o esperado.







Avalanche de Seracs

Os glaciares que terminam bruscamente num corte, formam uma barreira de gelo da qual, pouco a pouco se vão desprendendo blocos à medida que o glaciar avança. A sua queda é imprevisivel, pelo que se deve evitar cruzar ou permanecer na sua linha de queda.





Para a próxima semana daremos continuidade a este tema. Até lá...






Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários