09 novembro 2016

Outras doenças tropicais




Raiva




Prevenção




Nas zonas onde existe risco de raiva, deve-se evitar confrontar-se com cães vadios ou animais selvagens aparentemente mansos, possuir animais carnívoros como animais de companhia e qualquer outro contacto insano com mamíferos.





Independentemente do risco de raiva, todas as mordeduras ou arranhões originados por mamíferos (incluindo os humanos) e as lambidelas sobre membranas mucosas ou na pele não integras, devem-se limpar imediatamente.





Em primeiro lugar devem-se esfregar com água e sabão debaixo da torneira corrente e se não o for possível, em água esterilizada, durante, pelo menos cinco minutos. Os melhores métodos são o álcool de 40-70% ( o gin e o whisky contém mais de 40% de álcool)  e a povidona de iodo.





 As mordeduras de mamíferos  costumam estar contaminadas com vários micro-organismos além do vírus da raiva, pelo que se deve consultar o médico ou enfermeiro da expedição.





 Uma limpeza imediata e cuidadosa da mordedura, é de importância primordial para prevenir a infecção.






No próximo artigo voltaremos a este tema. Até lá...





Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários