23 novembro 2016

Outras doenças tropicais




Raiva

Prevenção





As vacinas modernas, tais como HDCV, PVRV, PCEC e PDEV são potentes e seguras. 





Requerem menos injecções do que as antigas vacinas do tecido nervoso que se ministravam via  subcutânea no ventre ao longo de pelo menos 21 dias consecutivos.




 A antiga vacina de Semple fazia honra à sua reputação de ser perigosa; as vacinas de colheita de tecidos, pelo contrário, são seguras.





A limpeza precoce da ferida, combinada com a vacina e o soro antirrábico, demonstrou ser muito eficaz para prevenir a raiva.





Se alguém que tenha recebido a vacina antirrábica após exposição (ser mordido por um animal suspeito de ser transmissor da raiva) deve reforçar a imunização tomando outras duas injecções de vacina nos dias 0 e 7.





No próximo artigo voltaremos a este tema. Até lá...





Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários