11 novembro 2015

Saúde e higiene no acampamento base



Abastecimento de água






Deve-se ser exigente no que se refere a esforços para se manter um bom abastecimento de água potável. Deve-se procurar a melhor forma de a obter. É possível, por exemplo, usar água da chuva.





Antes da partida deve-se falar com o chefe da expedição, para definir quais as normas que se vão estabelecer no que respeita à água potável. Numa expedição dura, é importante que alguém assuma todos os dias a responsabilidade do abastecimento de água. Poderia ser sempre o médico da expedição ou então organizar-se turnos rotativos.





 No entanto, de qualquer forma, todos os elementos da expedição devem conhecer as diferenças entre os recipientes de água potável e de água não potável; pode-se utilizar um sistema de marcação simples. Devem saber também, que tipo de água  devem utilizar para cada propósito, por exemplo, não se devem lavar os dentes com água não potável.




As pessoas consomem muita água. A água é necessária para beber, para lavar (corpo, roupa, loiça, etc) e para cozinhar, para os veículos e por vezes também para os animais.





Onde quer que decorra a expedição, selva, deserto, montanha, todos os seus membros devem beber suficiente líquido para conseguir diurese de pelo menos um litro de urina clara por dia. Isto significa que a ingestão pode variar de um dia para outro dependendo das cargas de trabalho e da rapidez da aclimatação.





Não se deve subestimar o tempo que é necessário para armazenar a água a cada dia.
Transportar água é uma tarefa dura. Deve-se assegurar de que os recipientes tenham um tamanho adequado que permita transporta-los sem esforço excessivo.





Se a disponibilidade de água for limitada, não se deve criar problemas aos habitantes locais, pedindo-lhes mais quantidade do que a razoável, nem permitir que se desaproveite.
Não se deve permitir a ninguém que contamine a água, tanto a própria como a dos outros.
Deve-se ter um sistema adicional de armazenamento de água para o caso de falhar o principal.





No próximo artigo daremos continuidade a este tema. Até lá...





Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários