19 setembro 2012

Apresentação pública da expedição do CMB ao Grand Paradiso e ao Mont Blanc




Foi ontem, dia 18 de Setembro que fizemos a apresentação pública da expedição do CMB ao Grand Paradiso (Itália – 4060 metros de altitude) e ao Mont Blanc (França – 4807 metros de altitude). Esta apresentação teve lugar em virtude dos vários  pedidos de informação por parte de diversas pessoas, que tinham curiosidade sobre variadas situações que envolveram esta expedição e que tentamos com esta apresentação pública elucidar.
Fomos forçados a atrasar um pouco a hora prevista inicialmente, tendo começado a apresentação da expedição às 22:15h.
O Amadeu Barros, membro do CMB que participou na expedição, e que assumiu a realização do evento, sendo também seu palestrante,  abriu a sessão fazendo uma breve apresentação do Clube de Montanhismo aos presentes.





De seguida e merecidamente, o  Óscar Monteiro, Gerente do Liffey Irish Pub, foi chamado ao “palco”, tendo então sido alvo de um agradecimento público, pois foi uma pessoa incansável no apoio incondicional a esta apresentação e que,  generosamente cedeu o espaço do seu Bar,  tornando assim  possível  a realização do nosso evento.





De seguida convidou o Presidente do CMB, Paulo Costa a usar um pouco da palavra, o qual optou por aflorar um pouco da vida e das actividades do CMB, após o que voltou a dar a palavra ao Amadeu Barros, não sem que antes lhe agradecesse em nome do Clube todo o empenho e suor colocados ao serviço do CMB e deste evento em particular.








Seguidamente usaram da palavra, mais dois elementos do CMB que participaram na expedição, mais concretamente, o Vitor Veloso e o Manuel Martins, que explicaram em breves palavras a emoção que sentiram como participantes da expedição e a sensação de terem chegado ao cume do Mont Blanc. Aproveitou o Manuel Martins para sublinhar que alcançar o cume do Mont Blanc era um sonho tornado realidade, que já se arrastava desde os tenros e distantes 14 anos de idade, não conseguindo esconder a sua emoção quando alcançou o seu cume.






Enquanto foram sendo feitas  estas breves introduções, mais pessoas foram chegando e a sala acabou por ficar bem composta.









Seguidamente foi  abordada  toda a logística que envolveu a expedição,  desde o momento que surgiu a ideia da sua realização, toda a preparação e distribuição do material, a escolha das viaturas, a distribuição das pessoas pelas tendas, o equipamento que compunha cada mochila, tudo relatado até ao mais ínfimo pormenor, abrangendo ainda, o treino físico que antecedeu esta aventura, bem como todas as etapas até à concretização da expedição.

Passou-se então a apresentar  uma série de fotografias que documentaram a sequência de toda a actividadede, explicando ao pormenor cada momento da expedição. Esta apresentação foi dividida em 3 partes:

A primeira parte foi  dedicada à expedição ao Grand Paradiso, desde o momento em que o grupo chegou à povoação de Pont, passando pelo acampamento base, conquista do cume e regresso a Pont. Tudo apoiado por um número significativo de fotografias sequenciando todas as etapas destes dias.

A segunda parte foi dedicada ao dia de descanso, efectuado em Chamonix, seguido da subida para Tête Rousse, onde foi montado acampamento, e daí a subida dura e surpreendente para Gouter. Tudo relatado ao pormenor na primeira pessoa e largamente apoiado por fotografias relativas ao desenrolar de cada etapa.

A terceira e última parte, foi dedicada à conquista do Mont Blanc, passando pelo acampamento de Goter, a caminhada para o cume do Mont Blanc, a chegada a este e todas as diversas etapas do regresso até Braga.
Acreditamos que fizemos uma exposição muito satisfatória , abordando os seus mais diversos aspectos,  tentando explicar ao pormenor tudo o que envolveu esta actividade ao Grand Paradiso e ao Mont Blanc.





Devido à quantidade significativa de fotos reunida por cada um dos participantes da expedição, conseguimos fazer uma compilação muito completa da expedição, e que abarcou toda a sequência da actividade. O visionamento de toda essa sequência, acompanhada do relato na primeira pessoa dos pormenores associados a cada um dos vários episódios, permitiu uma melhor compreensão das etapas, que as fotos não conseguiriam demonstrar por si sós.







Aproveitamos a oportunidade para deixar aqui um agradecimento a todos quantos quiseram e puderam honrar-nos com a sua presença e, claro, agradecer uma vez mais ao Óscar Monteiro a cedência das instalações do Liffey Irish Pub, sem o qual esta iniciativa não seria possível em tão curto espaço de tempo e a “custo zero”.





Perante os comentários finais das pessoas presentes, e a atenção e a visível satisfação com que todos seguiram a nossa apresentação, ficamos inteiramente “pagos” pelas várias horas de sono investidas na concretização da mesma. Muito obrigado a todos quantos nos apoiam!






















Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários