24 janeiro 2018

Montanhismo




Cães





Caminhar acompanhado de um cão é uma experiência enriquecedora e muito agradável, tanto para nós como para o cão, que disfrutará de igual modo da caminhada. É muito mais do que um companheiro, fiel até à morte, defensor...





As virtudes destes animais são imensas, além das satisfações que nos proporcionam. No entanto deve-se mostrar respeitoso com o resto das criaturas com que nos encontraremos, incluindo outros caminheiros.





Em parques nacionais e reservas protegidas, o nosso companheiro terá o acesso restringido, mas no entanto, noutros locais onde possa correr livremente, devemos vigiá-lo. Nós sabemos que ele é inofensivo, mas o resto das pessoas não o sabe e as suas acções podem provocar uma reacção imprevista no nosso cão.





A fauna do lugar não deve sofrer as atitudes intempestivas do nosso amigo nem tampouco o gado.





Além disso, podemos cruzar-nos com outros cães que como o nosso se encontram numa caminhada ou que podem pertencer a alguém do lugar que cruzamos. O encontro pode ocasionar problemas que devemos evitar, por respeito pelos outros.






No próximo artigo voltaremos a esta temática. Até lá...





Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários