27 maio 2015

A psicologia da sobrevivência




Formular o plano de sobrevivência





Agora deverá ser elaborado um plano para a sobrevivência pessoal. Um bom planeamento e uma boa preparação permitem ao sobrevivente ultrapassar as dificuldades e perigos e manter-se vivo.





Quando elaborarmos o nosso plano de sobrevivência devemos lembrar-nos de que se se tratar de um acidente de avião  ou de um naufrágio, a nossa posição terá sido provavelmente notificada antes do acidente. Por esta razão, os serviços de salvamento saberão aproximadamente a posição dos sobreviventes e, se os serviços foram alertados, as equipas de salvamento estarão de certeza a caminho.





No entanto, teremos de tomar algumas decisões. Não nos podemos sentar e esperar pelo salvamento; temos de confiar em nós próprios para nos mantermos vivos e não noutras pessoas. Para muitas pessoas, tomar decisões é extremamente difícil, contudo deve-se ter o controlo da situação.




Mostrar calma e ter confiança em nós próprios inspirará a confiança e a cooperação dos outros e fará com que a aplicação de um plano seja muito mais fácil – as pessoas seguirão os líderes.






A Avaliação da situação

A Avaliação da situação é muito importante quando se elabora um plano de sobrevivência. Teremos de ser o mais objectivos possível e considerar todos os aspectos positivos e negativos da situação em que nos encontramos. Por exemplo, se estivermos em condições semelhantes às do Ártico, o frio extremo colocará perigos óbvios, mas teremos água em abundância sob a forma de neve e gelo.







 Nos trópicos teremos boas fontes de comida, mas o calor e a humidade serão perigosos.







No próximo artigo voltaremos a este tema. Até lá...





Boas caminhadas

Sem comentários:

Publicar um comentário

comentários